Quais os custos para abrir uma loja virtual?

Pensa em abrir uma loja virtual e não tem ideia de quanto sai este custo? Nós iremos trazer as informações relevantes e que vão lhe auxiliar. Este é um mercado em expansão e que muitos empreendedores estão investindo.

Mas qual é de fato o custo para abrir uma loja virtual? E claro, quanto custar manter uma loja virtual? Compensa mesmo ter? As informações verídicas foram retiradas  da Associação Brasileira dos Agentes Digitais (Abradi-SP).

Eles elaboraram dois guias gratuitos e online para quem quer abrir sua loja virtual: o Guia de e-commerce Abradi-SP 2017 e o Guia Prático: Quanto custa um e-commerce?

O que envolve este custo?

Para ter dimensão do que são estes custos ao abrir uma loja virtual vamos enumerar:

  • Custo geral da loja virtual;
  • Escolha pela plataforma que irá hospedar a sua loja física;
  • Os custos com contabilista;
  • Conteúdo disponível na loja virtual;
  • Conteúdo para a divulgação;
  • Segurança da loja virtual para evitar fraude;
  • Marketing;
  • Backoffice;
  • Questões jurídicas;
  • Loja física;
  • Custo com a equipe;

 

Assine nossa lista e receba os melhores conteúdos em seu e-mail

E melhor, de graça!

 

Custos variáveis

Então, primeiro vamos destacar que os custos para abrir uma loja virtual podem ser bem variáveis. Seguindo alguns itens acima, é claro que você mesmo pode fazer algumas coisas.

Mas não é tão simples assim, e como é um processo extenso, é praticamente impossível você dar conta de tudo. Por exemplo, com a própria escolha da plataforma os custos são bem osciláveis.

A escolha pelo valor de uma plataforma pode ir de R$ 120,00 até plataformas que podem custar mais de R$ 500.000,00. Aqui já é possível ver como varia. Óbvio que ao escolher uma plataforma ao custo de R$ 120,00, essa pode vir com algumas ferramentas indisponíveis.

Para saber qual plataforma escolher, é importante você definir as suas prioridades e o tamanho inicial de sua operação. Também não adianta pagar barato pela plataforma e depois ficar limitado as ferramentas.

Com relação à plataforma, destacamos que não tem modelo melhor ou pior, existe sim o modelo mais adequado ao seu negócio.

Mas indicamos a plataforma Magento, que está muito presente no mercado atualmente. Ela não sai por menos de R$ 6.000 em uma instalação profissional. Mas com todo o serviço que oferece, garantimos que vale a pena!

O mesmo vale com a plataforma Woocommerce. Pode-se afirmar que as duas são ótimas plataformas e com excelente desempenho. Tem curiosidade a respeito de valores? De quanto custa? Clique aqui no site e fique por dentro do custo que cobramos para este serviço.

Você pode pensar que é um investimento alto, mas fazendo a comparação com o open source fica até mais em conta, devido principalmente a sua usabilidade a médio e longo prazo.

Na prática… O panorama geral de custos

Caso modelo: Por exemplo, o empresário João que trabalha há mais de 10 anos com venda de roupa para modelos plus size,  e viu a procura pelas peças nos últimos anos aumentar. Ficou sabendo que o seu negócio pode expandir, pois a procura está grande e vem pensando na possibilidade de abrir uma loja virtual.

O empresário João não quer comprar uma plataforma que vai lhe atender nos seis primeiros meses e depois já ficará “pequena” para ele. Afinal, como já escrito no artigo sobre áreas de crescimento para 2018, clique aqui, o setor de moda está em franca em expansão. Logo é recomendado que João invista em uma boa plataforma, pois o seu negócio é rentável.

Especialmente o que mostra as pesquisas, que as marcas pequenas de moda “plus size” crescem na internet.

A) Montagem de planilha de custos

Os custos com a montagem do ECommerce partem da plataforma, e conforme você vai agregando os elementos para um funcionamento mínimo, chegará em uma planilha parecida com esta:

 

E desta planilha, o que se pode concluir? Em um primeiro momento, é importante destacar que o ECommerce, em si, é somente um canal de vendas. É preciso levar em conta os custos específicos deste canal (detalhados na tabela) e aqueles relativos ao custo da abertura, manutenção e capital de giro da própria empresa (não detalhados aqui). 

Assim, caso entendamos que o ECommerce listado na tabela acima seja uma empresa exclusivamente para vendas virtuais, deve-se interpretá-la como não tendo funcionários, sem custo com estoque (será de um produto sob demanda) e que não terá custo com contador (o que em praticamente todas as empresas existe). Além disto, vê-se um Payback (tempo de retorno do investimento) de 6 meses. Ou seja, após 6 meses de operação, caso os dados previstos se concretizem, o investimento começará a dar um lucro liquido sobre o investimento feito.

E qual é o trabalho do empresário do ECommerce? Maximizar os lucros para que este tempo de Payback seja o mínimo possível.

 

B) Revisão da Planilha

Neste segundo momento, será feita a revisão da planilha. Você deve imaginar todo o seu negócio funcionando no dia a dia, nos mínimos detalhes, e fazer o esboço dele. Desta forma, poderá acrescentar itens no cálculo que eventualmente tenha esquecido.

Também é importante fazer uma análise para ver se a margem de lucro que você precisa trabalhar é factível. Ou seja, se você realmente conseguirá produzir/comprar os produtos no preço desejado e se o mercado aceitará que você o venda com a margem que deseja.

 

C) Otimizações

Existem otimizações que podem ser feitas em sua planilha de custos, e que podem ser calculadas desde já.

Neste caso tem-se a compra de um volume grande de mercadorias para reduzir os custos e aumentar a margem. Cuidado: como você está começando o ECommerce e ainda não sabe se o produto terá uma boa saída, é arriscado fazer isto no início, pois há a chance de você ficar com este estoque encalhado.

Existem diversas outras otimizações que podem ser feitas, inclusive com cursos virtuais para capacitação, que podem melhorar em muito o desempenho da loja virtual.

 

 

Assine nossa lista e receba os melhores conteúdos em seu e-mail

E melhor, de graça!

 

Retomando os custos em abrir uma loja virtual

Vamos recapitular quais são os custos que você irá ter. Há custos com domínio do site que varia de R$ 30,00 a R$ 50,00. Há custos como os correios, PagSeguro,Logo, Divulgação da loja no Google AdWords, entre outros.

E o mais importante, você precisa ter capital de giro para manter todas as despesas. Os valores podem realmente variar muito do tipo de negócio e da necessidade do cliente.

Logo, recomendamos planejamento, estudo e ajuda para quem busca criar uma loja virtual. 

E pense bem: se você quer profissionalizar o seu negócio, quer deixar ele rentável, que tal ter um olhar de um consultor experiente em suas planilhas e plano de negócios, para validação ou levantamento de dúvidas em pontos que você pode ter passado despercebido?

Desta forma vale a pena contratar uma empresa para lhe ajudar no suporte e passo a passo de como funciona todo este processo.

Além do suporte, de atualizações periódicas e muito mais, nossa equipe conta com consultores, que aplicarão as melhores práticas do mercado em sua loja virtual.

Etapas importantes

São várias as etapas importantes neste processo de abrir uma loja virtual. Desde o planejamento básico, montar a loja, configurar a loja e claro: a divulgação da loja.

Algo que não se pode deixar de considerar são os custos de entrega dos produtos vendidos, e também os fornecedores de serviços de logística para o e-commerce.

Que fique bem claro que a primeira coisa que você deve fazer é estruturar primeiro a sua loja virtual, para depois vender.

E outra coisa importante se você quer ser um empresário reconhecido pela qualidade do trabalho: não caia na conversa de ferramentas gratuitas! Plataforma grátis, layouts grátis. Como já se sabe, o barato sai caro.

Compreendeu a importância de contratar um serviço especializado? Entre em contato com a nossa equipe e nós iremos lhe fazer um orçamento e tirar todas as dúvidas.

 

 

Assine nossa lista e receba os melhores conteúdos em seu e-mail

E melhor, de graça!